Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Seja onde e quando for

Um blog pessoal de uma tetracampeã, mas que não é só sobre desporto. Convido-vos a ler.

Seja onde e quando for

Um blog pessoal de uma tetracampeã, mas que não é só sobre desporto. Convido-vos a ler.

O que não queremos ver

Hoje não o vi, mas vejo-o várias vezes. Não o conheço, não sei qual o nome que lhe pertence, nem onde morava. É alto, sujo e anda sempre com uma caixa de cartão com ele. É o que o protege do frio, da chuva e talvez dos olhares das pessoas. Umas vezes está na esquina de uma rua, outras vezes num sítio abrigado perto de uma caixa de multibanco. Acho que também já o vi próximo da Loja do Cidadão à procura de um sítio para dormir.

Que será que ele faria com algum dinheiro? Talvez fosse ter com a família, se tiver um bom coração. Normalmente achamos que as pessoas que não têm um teto para dormir e comida na mesa têm bom coração. Já o vi a pedir nas ruas, já o vi a falar com as pessoas, já vi essas pessoas a darem-lhe algumas moedas, mas quando ele lhes levantava a mão para agradecer ninguém a queria. Quem é que aceitaria um simples toque de uma mão suja? Nos dias de hoje é difícil sentir compaixão pelas mais pequenas coisas. As pessoas andam sempre tão ocupadas, sem tempo para ver o que se passa à sua volta. Cada vez há mais miséria nas ruas, mas é tão difícil sentir o que quer que seja. Todos achamos que temos o direito de envelhecer junto daqueles que mais amamos, protegidos da desumanidade do mundo. Mas quem é que protege estes homens da rua?

Sei que amanhã vou passar por ele outra vez. Sei que amanhã vou sentir abandono, miséria, vou sentir o desprezo de toda a gente que passa por ele. Sei que amanhã ele se vai esconder na caixa de cartão para ninguém lhe ver a cara.

 

(Alguém viu o programa E Se Fosse Consigo ontem na SIC? Fala da realidade destas pessoas. Aconselho toda a gente a ver.)

Mais sobre mim

Chamo-me Daniela. Pertenço ao grupo das pessoas que não gostam do primeiro nome. Tenho 23 anos.

Ainda não sou casada e não tenho filhos. Gostava de dizer que tenho três ou quatro discos de platina, mas não gosto de mentir.

Esta sou eu e este é o meu blog.

A minha playlist

Blogs de Portugal

Recordações

Vê também

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D